Família é a ideia original!

Família é a ideia original!
Meu filho Rafael

Quem sou eu

Minha foto

Nasci em Juazeiro, Norte da Bahia, tenho 39 anos e quatro irmãos. São eles: Neiva, Gesiel, Itazil e Wilton.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Os dias que vivemos!

Santos de Deus!

A graça e a paz que excede todo entendimento seja com todos!

Amados, o apóstolo dos gentios, escreve a Timóteo, dizendo que haveriam dias difíceis e tormentosos.
Ao que parece, estamos vivendo eles.
Haiti, Chile, Japão, Rio de Janeiro com chuvas arrasadoras e narcotráfico mobilizando uma verdadeira guerra civil, traz em pouco tempo de um ano para cá, reflexões sobre a doutrina do arrebatamento da igreja do Senhor nos ares.

As autoridades tentam acalmar as pessoas pelos noticiários afirmando que está tudo dentro do normal, não precisam entrar em pânico. Os pseudo-cientistas aparecem consultados  nesta hora infeliz pelas empresas de comunicação e advogam que isso é coisa rotineira na terra dos viventes e que hoje por causa do acesso a internet e da comunicação em tempo real, a gravidade dos fatos tomam proporções maiores que as verdadeiras.

Mas quem é salvo, sabe que a muito tempo, dos anos noventa para cá, o cenário do mundo tem mudado para a aparição dos acontecimentos escatológicos previstos na santa palavra de Deus. Meu tio, que nasceu nos idos de 1947,  uma certa vez falou em tom de descrença que desde que ele era menino o povo falava que Jesus voltaria para buscar a Sua igreja e Ele ainda não tinha dado o ar da graça. Ele estava cético com relação a esta doutrina tão atual nos nossos dias, pelo fato de muitos terem esfriado na fé.

 A igreja de Cristo por estar perdendo o perfil do começo da sua fundação em terras brasileiras, agora se agiganta com um ávido interesse: o dinheiro dos crentes, não importando-se como ensinar a respeito das ofertas e dízimos, mas, valendo-se de todos os artifícios para montar impérios em torno de homens inescrupulosos.

Hoje é difícil para o crente pentecostal viver na doutrina dos apóstolos, justamente porque os apóstolos são auto consagráveis, e ensinam um reino aqui na terra ao invés de frisarem que estamos por pouco tempo neste torrão. A qualquer momento, a trombeta soará e os salvos em Cristo serão chamados às mansões celestiais.






As teologias da prosperidade, da confissão positiva, do triunfalismo tomam conta dos arraiais evangélicos e transformam as pessoas, em ávidos buscadores da solução dos seus problemas deixando de lado o mais importante que é a consagração a Deus de modo pleno.

Nenhum comentário: